quarta-feira, 30 de maio de 2012

A motivação para os estudos entre os universitários


A motivação para os estudos entre os universitários
Diego José Silva1 e Gema Galgani de Mesquita Duarte2
1.         Discente da Faculdade de Psicologia da Universidade José do Rosário Vellano, campus Alfenas.
2.         Doutora pela faculdade de educação da UNICAMP.

Pesquisa financiada pela Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG).



Resumo

A motivação de estudantes tem-se destacado no contexto educacional como um construto importante em função do ensino eficaz e aprendizagem significativa. Essa pesquisa teve o objetivo de estudar a motivação para a aprendizagem entre os universitários de duas universidades sendo uma de ensino privado e  a outra do ensino privado e publico. Usou-se a teoria da autodeterminação que estuda a motivação pelas suas orientações intrínsecas e extrínsecas. Os dados foram coletados mediante uma escala Likert em uma amostra de 737 universitários. Os resultados mostram o diagnóstico de que a motivação preponderante nas universidades de Alfenas é a orientação motivacional intrínseca. As médias extrínsecas foram de 2,90 para o ensino público (EPU) 2,84 para o ensino privado (EPA) ; enquanto as médias intrínsecas foram: 3,19 para o publico 3,27 para o privado. Os índices de motivação relatados pelos universitários foram semelhantes entre as duas universidades. Com relação aos gêneros observou-se as medias de 2,89 EPU e 2,85 EPA entre as mulheres e 2,90 EPU 2,82 EPA entre os homens para motivação extrínseca; em relação a motivação intrínseca  têm-se as medias de 3,19 EPU e 3,35 EPA entre as mulheres 3,18 EPU e 3,19 EPA  entre os homens. Os dados mostraram diferenças da orientação motivacional extrínseca entre os períodos nos cursos da universidade pública revelou diferença significativa entre as médias das questões pares dos períodos: terceiro (Particular = 2,76 e Publica = 3,14) e sétimo (Particular = 2,87 e Publica = 3,07). A partir dos dados obtidos na pesquisa, pode-se constatar a importância de serem estudados e aprofundados os conhecimentos científicos na área das orientações motivacionais no ensino superior, para entendê-las melhor e para usá-las em favor do rendimento universitário.

Palavras-chave: motivação, aprendizado, coeficiente de rendimento; universitários.

Um comentário:

Blog da crisma - TT. - disse...

olá
passei para uma rápida visita
quando puder, apareça.ficarei muito feliz
crisma2012matao.blogspot.com.br
que Deus te proteja sempre